mainieri's

quinta-feira, maio 05, 2005

Angústia da influência


Escrevi a quadra inteira
Com a estrela de Bandeira.

Tentei então mudar de tom,
Dei com a pedra de Drummond.

Calculei e me dei mal
No mesmo salto que Cabral.

Desisti, fiquei à toa
Lamentando-me em Pessoa.

Dei-me então porre de uísque
E sonhei ser como Leminski.

Ressaquei, fui me exilar
No verso sujo de Gullar.

Furtei fruto e chupei cana
Até na quinta de Quintana,

Tentando ser como os grandes
Que se dizem pós-Noigandres.

Deixo agora a folha quieta
Pois deixei de ser poeta.

Marcelo Alvarez
Poeta paulistano autor do Livro "Rimas da Salamandra"

confira seu blog :
blog do Marcelo Alvarez clique aqui

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial