mainieri's

quarta-feira, abril 06, 2005

Espelho ferido



Mirou-se
narcísico
defronte ao espelho
da alma.

Recebeu oferendas
ofereceu sapiência
a custos amortizados.

Alucinado
pela onipotência
delimitou seu reino.

Acordou
sobressaltado.

A cama
empapada de suor.

Ricardo Mainieri

1 Comentários:

  • Adorei este, Ric. E, não sei bem porque, vi-me um pouco nele. Acho que ando com medo de mim mesma... enfim, sei lá.
    Belo poema.
    Beijocas
    lis

    Por Anonymous Anônimo, Às 8:42 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial