mainieri's

quinta-feira, janeiro 19, 2012

Pós-guerra







A Praça Otávio Rocha
amanheceu despida.

Brutos estupraram
a vegetação.

No entanto
vestígios foram vistos.

Como num pós-guerra
jaziam galhos agonizantes
& troncos decepados.

Morte em meio ao centro da cidade.

A barbárie venceu à civilização
pretensa modernidade
maquiada por interesses infames.

Mas vozes não calam
e o poema é espelho
para que todos os justos se mirem.


Ricardo Mainieri

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial