mainieri's

terça-feira, janeiro 03, 2012

Libelo






Poesia nutre-se
do claro/escuro
desta vida

do casto
& impuro

é iconoclasta
incandescente
visceral

ou nada.


Ricardo Mainieri

1 Comentários:

  • Ricardo, amei esse poema. E o que seria da poesia se não fosse a ambivalência e o jogo entre sombra e luz?

    Beijos

    Luzia

    Por Blogger Luzia M. Cardoso, Às 5:14 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial