mainieri's

segunda-feira, setembro 05, 2011

Anti-poema para Porto Alegre






Navego um porto
alérgico.

Imune
aos contatos vitais.

Prisioneiro
desta cidade-sorriso
sem siso.

Na boca banguela
da noite.


Ricardo Mainieri

2 Comentários:

  • Gostei muito desse poema. Imagens muito interessantes de um poema urbano e humano.

    abraço.

    Por Blogger Celso Mendes, Às 9:35 PM  

  • prisioneiro? eu adoraria ser refém desta cidade que eu AMO!
    Baita saudade de Porto, tchê!

    Por Blogger lisieux, Às 7:59 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial