mainieri's

sexta-feira, agosto 19, 2011

Yin-yang






O sol nascente
não aquece.

Não esquece que por aqui
floresce
meu afeto.

Não importam
os fusos
os confusos humanos

Projeto meu ser no vento
e atento
posso ver-te.

Caminhando
em meio a flocos de neve
e à chuva lilás
das cerejeiras.


Ricardo Mainieri
________________________________

do livro inédito "O passaporte de Eros"

1 Comentários:

  • Ricardo,

    o teu poder não reside só nas belas - e forternas - imagens que vc cria, mas também na amplitude dos caminhos que vc inaugura para movimentá-las dentro do poema.

    Flor de cerejeira embeleza o corpo que aquece mais que o sol nascente.

    Abraços, meu amigo!

    Por Blogger Wilson Torres Nanini, Às 8:31 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial