mainieri's

domingo, janeiro 30, 2011

Catedral da fé






No púlpito
o pastor
voz & fera.

Na platéia
medo & resignação.

Dize-me
ou
dízimo.


Ricardo Mainieri

4 Comentários:

  • Dize-mo e te direi quem não é.
    Parabéns Ricardo pelo máximo com o mínimo, tua marca indelével.

    Beijos

    Por Blogger Tere Tavares, Às 11:55 AM  

  • Grande Ricardo! Perfeito o poema e as semânticas nele contida. Sempre bom ler você. Abraço.

    Por Blogger sidnei olivio, Às 8:36 AM  

  • Ou dá ou desce,rsss
    Muito bom Ricardo.
    Abraços

    Por Blogger Maurélio, Às 2:35 PM  

  • Bom... nem sempre o pastor\a é voz e fera... às vezes - muitas! - é sussurro e bichinho de estimação. Nem sempre a plateia é medo e resignação, mas, quase sempre, é esperança e sede de justiça. Nem sempre é dize-me ou dízimo (a maioria, aliás)... às vezes é ouve-me e abençoar-te-ei... Enfim, embora não concorde com o generalismo do poema, com certeza o efeito é perfeito!
    MUITO BOM...
    bjoka

    Por Blogger lisieux, Às 1:44 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial