mainieri's

quinta-feira, dezembro 30, 2010

2011






Inauguro
mais um ano
com imagens de antes.

Flashes
de pretéritos tempos.

Não visto branco
tampouco carrego amuletos
ou muletas mentais.

Possuo apenas
imagens
palavras
melodias.

Sem fogos de artifício
encaro o ofício
de me abrir ao inusitado.

Quem sabe sua face

escura ou fúcsia
não revele-se assim inumana...



Ricardo Mainieri

4 Comentários:

  • Belo poema, amigo. Eu desejo que 2011 seja um ano maravilhoso para ti, com muita saúde, muitas alegrias e muito sucesso. Beijos.

    Por Blogger Shirley Carreira, Às 4:52 PM  

  • Que todas as cores te encontrem bem em 2011. Felicidades, amor, paz e saúde!!! Tim-tim!

    Por Blogger Tere Tavares, Às 7:56 PM  

  • Ricardo,

    vc expressa com sabedoria o que deve ser importante de fato: viver o ano com a humildade de quem sabe se adaptar ao temperamento do mundo.

    Um forte abraço! E que seu ano seja dócil!

    Por Blogger Wilson Torres Nanini, Às 11:48 AM  

  • Nainieri! um 2011 mil vezes melhor do que o velho 2010. É o que te desejo e à tua família. Você fecha o ano com este belíssimo poema. Parabéns. Beijão.

    Dôra Limeira

    Por Anonymous Anônimo, Às 3:08 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial