mainieri's

segunda-feira, maio 23, 2011

Flagrante






Seis da tarde.

Noite engole
a cidade.

Dos pontos de ônibus
derramam-se pessoas
com voracidade.

Chove cansaço.

Inverno sopra
seu hálito de aço.

Penetra nos ossos.

Mistura-se
ao vaivém das luzes
explodindo em fachos.


Ricardo Mainieri

_________________________________


do livro ínédito "O passaporte de Eros"

1 Comentários:

  • Muito bonito. Poesia urbana carregada de lirismo. Lembrei de uma que compus já há algum tempo, com tom um pouco diferente mas muitos pontos em comum, inclusive a foto postada no blog(bem parecida).

    http://sentedire.blogspot.com/2010/06/um-cruzamento.html

    Grande abraço, amigo!

    Por Blogger Celso Mendes, Às 12:35 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial