mainieri's

terça-feira, janeiro 15, 2008

Recusa poética







A poesia foi recusada
quando buscava emprego.


Simplesmente queria mostrar-se
aos olhos sensíveis
sem remuneração nem aplausos.


Precisava ela adereços
escrita automática
provocar o estranhamento
nas entranhas dos leitores?


Ser pós, neo-barroca, intertextual?


Não poderia ser simples
refletir a sina diária
na voz do homem sufocado
pela cidade & suas seqüelas.


Não há vagas dizia Gullar
apenas feiticeiros da linguagem
e suas pirotecnias...



Ricardo Mainieri

_____________________________________________________


dedicado à editoria da Revista Cultural Zunaí

2 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial