mainieri's

terça-feira, maio 02, 2006

Perdido









Manhã de sábado. A luz incide perpendicular à janela. Silêncio na casa, despojada de maiores adereços.

Ele aciona suas teclas mentais em busca de recordações perdidas. Como num imenso hard disk, saltam de sua tela-memória fragmentos de idéias, imagens, cores e sabores díspares.Tudo aparentemente desconexo.

Porém, uma imagem antiga parece sobressair destes segmentos.
Aquela foto em “blanc et noir” carrega algum significado mais intenso. Fotografia de infância onde ele aparece em meio a outras crianças numa cerimônia de casamento.

De um lado um garoto de gordas bochechas fazendo caretas, de outro o casal de noivos em close para a posteridade. E ele no meio, com um sorriso tímido, olhar perdido em algum ponto do espaço.

Quatro décadas se passaram. Ele contempla a imagem e mergulha inteiro no passado. No rosto com mesmos traços, a expressão submissa que iría marcar sua vida, um certo ar de tristeza. No entanto, alguma esperança. Por um instante pensa em trazer de volta esta chama juvenil, magicamente.

Entretanto o espelho retorna rugas de expressão e o cabelo alvo e ralo. Seu passado quedou-se naquela imagem e não mais retorna. Não adianta procurar nas Postas Restantes dos Correios, nos Guarda-volumes de alguma fictícia estação.

Desesperado, então, ele chora. E o céu empresta tons cinzentos ao ambiente. Ele pensa estar perdido, irremediavelmente, perdido...

Ricardo Mainieri


imagens captadas no site - http://www.photographia.com.br/fotos.htm

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial