mainieri's

quinta-feira, maio 11, 2017

Tabacaria numa versão bem-humorada




Era domingo. Na noite anterior, Fernando Pessoa tinha tomado duas garrafas de vinho Mateus Rose. 

Não tinha cigarros e a tabacaria estava fechada, naquele momento. 

Padecendo de uma inominável dor de cabeça e fissurado pela falta do tabaco, começou a viajar na maionese e a tecer considerações filosóficas. 

Nisso, o Esteves reabre a tabacaria e ele vê uma menina comendo chocolates. 

Quer ir até lá, mas lembra que está devendo alguns trocados para o dono da Tabacaria. 

Fica puto da cara e escreve aquele poema de quase dez páginas.




Ricardo Mainieri

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial