mainieri's

sexta-feira, abril 09, 2010

Central Park West






Coltrane se move
- melodicamente -
em meio ao Central Park.

Paz me traz
seu sopro vital
sua aura envolta
em alva luz.

Por instantes esqueço
da tarde gris
das silhuetas sombrias
& glaciais.

Pausa breve que bebo
& aprecio.

Pois logo chegarão os homens
trazendo sob seus ombros
sua inumerável prole
de desgraças.


Ricardo Mainieri

2 Comentários:

  • Coltrane em sua urbaníssima poesia, meu caro, é - assim com seu poema - um afago em nós, que em meio ao corre do dia, nos esquecemos, por vezes, de tomar nossa diária dose de alento. Forte abraço!

    Por Blogger Wilson Torres Nanini, Às 3:07 PM  

  • Maini,

    sempre será vital termos música para aliviar as dores da existência, ainda mais a música de um gênio como Coltrane. gosto demais do que escreves.

    abraços

    r

    Por Blogger Renato Torres, Às 12:07 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial