mainieri's

quarta-feira, junho 13, 2007

Eu, Drummond e a pedra






Havia uma pedra
de gelo
no caminho.

Assim
on the rocks
brindamos à poesia.

Depois
os dias se seguiram
nada de novo
sob minhas retinas...

Ricardo Mainieri

4 Comentários:

  • A-D-O-R-E-I...
    Super criativo. Acho MELHOR que a pedra do Drumond, do qual nem gosto muito, para o espanto de vários amigos. A pedra dele é repetitiva e CHATA, na minha opinião. A tua é criativa e bem fácil de aturar... mesmo porque, tropeçar numa pedra de gelo (desde que não seja imensa como um iceberg! rs) ou encontrá-la bloqueando o nosso caminho não causaria tantos problemas... bastaria torcermos por um pouco de sol e calor... alegria... e ela se diluiria... como, aliás, aconteceria com a imensa maioria dos nossos problemas, se nós deixássemos a "luz e o calor do sol" dar um jeitinho neles, não é verdade? Um brinde, amigo... on the rocks... E que o novo apareça sob nossas retinas, apesar da fala do profeta bíblico: "não há nada de novo sob o sol"...
    Bjokas
    lis

    Por Blogger lisieux, Às 2:54 PM  

  • adoro o drummond - adoro o quintana... e gostei do teu poema, gaúcho!
    tim tim!


    obrigada pela tua visita ao putas resolutas - ah, quando puderes, vai lá no meu blog também:

    http://liriaporto.blogspot.com/

    Por Blogger líria porto, Às 2:13 PM  

  • eita, falou do mineiro as mineiras adoram...rs também adorei o poema. talvez vc tenha descoberto o elo perdido..rs temos as montanhas porque os mineiros são gostosos on the rocks...rs

    beijos putanos.

    agradecida sempre pela preferência. seus comentários no blog são um charme a mais.

    ragi moana

    Por Blogger putas resolutas, Às 8:03 AM  

  • queria ter escrito esses versos!
    líria porto

    Por Blogger putas resolutas, Às 8:21 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial